sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Senado busca posição de vanguarda no uso de redes sociais

O Senado Federal assumiu a vanguarda no processo de aproximação entre o Poder Legislativo e a sociedade. A afirmação partiu do jornalista Manoel Fernandes, diretor da Consultoria Bites e um dos expositores do 1º Workshop de Mídias Digitais do Senado, realizado nesta quinta-feira (2).

Um termômetro do estreitamento dessa interação virtual, segundo exemplificou, são as 112 mil citações desta Casa na rede social Twitter nos últimos cinco meses.  - Não existe nenhuma casa legislativa no país em que esteja tão patente esse desejo de ser mais transparente e falar diretamente com as pessoas - sustentou.

Só nos últimos 30 dias, Manoel Fernandes levantou quase 15 mil citações sobre o Senado em blogs. Há 431 comunidades identificadas no Orkut sobre a Casa com diferentes posições sobre o trabalho desempenhado por ela. Um desses grupos reúne cinco mil pessoas que se identificam como fiéis espectadores da TV Senado. Em outras comunidades, o tom é de crítica à instituição. 

Apesar da presença do Senado nas redes sociais vir crescendo, o diretor da Bites acredita que a instituição deve ser mais ágil na resposta a seus seguidores, por exemplo, no Twitter e no Orkut.  - É preciso trazer informação da sociedade, via redes sociais, para melhorar o processo legislativo. O papel das mídias sociais no Senado deve mesclar a reação a críticas com uma atitude pró-ativa de propagação dos seus conteúdos - recomendou Manoel Fernandes.

Atualmente, no Brasil há 65 milhões de usuários da internet, o que coloca o país em nono lugar no mercado mundial. Como apenas um terço das casas tem computador, metade dos acessos à rede ocorre em lan houses.

Fonte: Agência Senado